PRAGAS/TRATAMENTOS

Pragas em hortas como: pulgões, moscas brancas, cochonilhas (insetos sugadores) lagartas e vaquihas (insetos mastigadores) e caracól.
iStok by: Getty imagens.

PRINCIPAIS PRAGAS

Os principais problemas encontrados em hortas e jardins estão relacionados à presença de pulgões, moscas brancas e cochonilhas (insetos sugadores), lagartas e vaquinhas (insetos mastigadores) e caracóis. Atente ao manejo da fertilidade do solo, pois plantas bem nutridas são menos susceptíveis às pragas. Esta fertilização pode ser por meio da adição de compostos orgânicos ou minerais ao solo. A diversidade no cultivo ajuda a evitar que as pragas se alastrem. É importante também conservar os inimigos naturais do ambiente, como joaninhas, tesourinhas e bicho-lixeiro, que são responsáveis pelo controle biológico das pragas.

PRODUTOS ALTERNATIVOS DE CONTROLE

O uso de armadilhas adesivas pode ser uma alternativa no controle de tripes (pequenos insetos), por exemplo, que são atraídos pela cor da armadilha e ficam aderidos a elas. Já para o controle de caracóis e lesmas podemos utilizar estopas embebidas em cerveja, que irão atrair estas pragas, e elas devem ser coletadas e destruídas posteriormente. Alguns vegetais têm características repelentes de pragas, e, se possível, devem ser cultivadas próximas às plantas de interesse, para que reduzam a presença de pragas no local. Como exemplo de plantas repelentes temos a citronela e o crisântemo. Além destas alternativas, existe também a possibilidade do uso de inseticidas naturais, como o óleo de neem, a calda de fumo, e sabão, que, além de não afetarem os inimigos naturais, têm vida curta no ambiente.

Nos siga nas redes sociais!